Lipoaspiração não emagrece

Lipoaspiração não emagrece

Lipoaspiração não faz perder peso. Cada vez mais cresce a procura por soluções milagrosas que as faça emagrecer rapidamente. E nessa crescente busca é que aparecem as dietas com nomes peculiares, diversos chás milagrosos, farinhas e até medicação que muitas vezes são indicados por “especialistas”.

Existem também aqueles que acreditam que a cirurgia plástica é milagrosa e pode fazer emagrecer. O que muitos não sabem é que a lipoaspiração é até contra-indicado para aquelas pessoas que tenham como único objetivo emagrecer,pois a cirurgia plastica de lipoaspiração remove apenas gordura localizada, e não gordura total do corpo. A retirada de gordura não pode ultrapassar da média de 7% do peso total do paciente por assim comprometer demais a saúde.

“Há pessoas que depositam todas as suas expectativas de emagrecimento na cirurgia plástica, com a ilusão de se livrar de vez do peso sem precisar recorrer a dieta e exercícios físicos. Todavia, é indicado logo apos se recuperar da cirurgia o paciente ir em busca de uma nutricionista e até se matricular em uma academia para que se mantenha os resultados satisfatórios e que se deseja

Toda é qualquer cirurgia plástica deve ser feita com a avaliação e a indicação precisa de um cirurgião plástico. “É fundamental estar muito bem atento aos prós e contras do procedimento e, o mais importante, aos deveres e obrigações após o procedimento, como por exemplo, curativos, medicações, uso de acessórios, dieta, atividade física, cuidados necessários, tempo de recuperação e conservação do resultado.”, destaca o cirurgião plástico Dr. Luiz Anizio Wanna diretor do Instituto Wanna em São Paulo.

Lembrando que o procedimento de lipoaspiração não é um tratamento para obesidade. O que ela ira fazer é retirar a gordura que esteja localizada, seja ela nos braços, glúteos, papada, abdômen pernas e outros locais. Isso visando sempre deixar o corpo de formato mais harmonioso.  O recomendado é que se emagrece antes do procedimento, seguindo uma alimentação mais saudável e exercícios físicos, seja caminhadas ou academias.lipoaspiracao-nao-emagrece

Riscos da lipoaspiração

Riscos da lipoaspiração. Se você digitar, hoje, lipoaspiração no Google, verá diversas notícias associando o procedimento a complicações e até mesmo ao falecimento de alguns pacientes.

Nos últimos anos, problemas durante a realização desta cirurgia têm ocupado espaço na mídia, em todo o País. “Na verdade, não existe uma cirurgia mais arriscada do que outra, nem mesmo as cirurgias plásticas. A lipoaspiração está sujeita às mesmas complicações que qualquer outro procedimento cirúrgico.

Problemas com a lipoaspiração acontecem quando a indicação do procedimento não é precisa. No rol das promessas de emagrecimento fácil estão chás medicinais, adesivos cutâneos, ‘dietas da moda’, pílulas que regulam o apetite, cirurgias de redução do estômago…

Há um limite de gordura que pode ser retirado. De acordo com as normas do Conselho Federal de Medicina, não se pode passar de 7% do peso corporal do paciente na lipoaspiração úmida (com injeções de soluções líquidas) e 5% de retirada de gordura na lipoescultura a seco.

Freqüentemente, a lipoaspiração também é a saída procurada por pessoas que estão acima do peso. “A lipoaspiração não é um método de emagrecimento. É um procedimento destinado a remover gordura localizada, como as que se encontram debaixo dos braços, nos quadris e na região abdominal. É o tipo de gordura que dificilmente pode ser eliminado, mesmo com o auxílio de exercícios físicos e de uma nova dieta”, explica Dr. Luiz Anizio Wanna, que é membro da SBCP.

Além da indicação bem feita, as contra-indicações precisam estar bem claras também. A partir de 10% a mais do peso ideal, os resultados da lipoaspiração não são tão satisfatórios. É importante entender que se trata de uma cirurgia de acerto de contornos e não deve ser encarada como um método para emagrecer.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *